UMA HISTÓRIA SOBRE PESQUISA, VÔLEI E INSPIRAÇÃO

Em meados de 2008 eu tive a oportunidade de iniciar meu Doutorado dentro da UFRGS em uma área que sempre me inspirou, Inteligência Artificial. Algo que eu já estudava desde 2004 ainda na graduação em Ciência da Computação, onde me desenvolvi e no Trabalho de Conclusão ganhei o Prêmio do Terra de melhor TCC sobre Internet à época. Assim que entrei me deparei com dois caras no grupo de pesquisa, o Paulo e o Marcos, aquele eu conhecia há tempos, entramos na graduação e compartilhamos muitas noites de cálculo e programação juntos, já esse eu coincidentemente conheci semanas antes em uma partida de vôlei e quando me deparei com ele no grupo sabia que a partir daquele momento algo de bom poderia sair dali.

Seguimos trabalhando durante o doutorado sempre buscando aliar a inovação da Inteligência Artificial com a área da Educação, que necessitava (e ainda necessita) de mecanismos de tecnologia que permitam uma facilidade do seu uso, proporcionando o verdadeiro interesse das pessoas por estudar. Nós tivemos a ideia de criar uma ferramenta de catalogação de conteúdos educacionais, era o início dos repositórios digitais e entendíamos que havia um mercado para isso. Assim nasceu o FEB, nosso primeiro produto, ele foi disponibilizado para uma das empresas que mais incentivavam a pesquisa no momento, assim ele rodou e rodou em testes por muitas companhias e como o programa necessitava de manutenção e atualizações constantes nós criamos a Cognitiva Brasil em 2012, focada em tecnologias educacionais.

A Cognitiva nasce dentro do CEI – Centro de Empreendimentos em Informática da UFRGS, com uma pequena sala e computadores antigos, no nosso espaço acanhado muita vontade de criar soluções para as áreas de educação. O Paulo durante seu período de pesquisa desenvolveu estudos sobre a linguística e comunicação, assim depois de muitos insights e estudos de mercado uma ideia pipoca em nossa mente, “por que não criar uma ferramenta que una I.A e Gamefication ao estudo do inglês?”, na época percebemos que o ensino de idiomas deveria ser nosso objetivo, trazer soluções para essa área seria crucial para torná-la mais inteligente e focada estrategicamente na construção do conhecimento dos alunos. Ali nascia a nossa ferramenta Experter, ferramenta que hoje auxilia mais de 1000 alunos cadastrados nas plataformas das escolas.

Hoje depois de cerca de 6 anos, a Cognitiva já desenvolveu projetos para empresas Europeias e Americanas com cerca de 20 clientes entre serviço de desenvolvimento Moodle e nossos dois produtos, o Cognix e o Experter que abrange mais de 1000 alunos cadastrados. Com uma equipe de 5 pessoas, somos engajados em transformar a área da educação através da tecnologia e inovação, buscando soluções personalizadas para todos os nossos clientes.

Marcos Maierhofer

Leave a comment